Postagens

Caso: Surpresas no aeroporto

Imagem
Da Série Cuidado na Estrada!


Sabe quando você tá cansado do trabalho, da rotina e faz planos de férias? Daí decide finalmente um destino, compra as passagens, enfim, agiliza tudo? Um tempo depois descobre que coincidentemente um amigo tem casa nesse lugar e te convida para se hospedar lá? Tudo maravilhosamente dando certo, e o destino (muito estranhamente) fazendo a parte dele...será que depois do aniver de 30 anos as coisas mudam mesmo? A resposta é não, não mudam...pelo o menos algumas coisas não.
Estávamos desfrutando das benesses de Trancoso e tava tudo tão perfeito que estava soando esquisito. Economizamos uma grana boa na hospedagem ficando na casa da família de um amigo, e que casa era aquela, que café-da-manhã, que almoço, que churrasco, que vinho, que piscina, que quarto, que companhias de viagem...não senti falta em nenhum momento de um hotel ou pousada. 
As praias eram deliciosas, e a cada dia era uma descoberta na natureza daquela região em que os próprios europeus chegar…

Trancoso, na Bahia

Imagem
Não sei você, mas eu sempre quis conhecer Trancoso. Só me faltava a oportunidade, e eis que ela surgiu. Trancoso é uma vilazinha (pelo o menos começou assim) bem charmosa que fica localizada na Costa do Descobrimento (a história do Brasil começa aí), no litoral sul da Bahia. Eu já tinha passado por alguns pontos dessa costa no passado, ainda criança, mas a ida até Trancoso me fez perceber que eu amo essa região, que além de tudo de bom que tem para oferecer, fica bem perto de Brasília. 
Já tinha ensaiado umas pesquisas para Trancoso e sempre achei meio "fancy" demais, e realmente é. Não gosto de delimitar muito as opções mas, assim como Punta del Este, acho que Trancoso é um destino muito específico e que vai atender, principalmente, às pessoas que estão dispostas a gastar mais dinheiro. Claro que dá pra pesquisar e achar opções estilo "mochilão", mas confesso que a proposta mais "fina" é muuuito bacana, ainda mais se for na delícia que é Trancoso.
Para …

Jericoacoara, no Ceará

Imagem
Jericoacoara, mas conhecida por "Jeri", é um paraíso que dá trabalho para chegar, mas que compensa cada segundo. Não hesite em marcar planos para curtir esse destino.
Pois bem, Jeri é uma aldeia de pescadores que fica isolada por dunas no litoral cearense. É uma cidadezinha "pé na areia" no stricto sensu da expressão. Não existe iluminação pública via postes tradicionais e a vibe é maravilhosa o tempo todo. Para sacar dinheiro, só no prédio dos Correios (e ainda assim, acho que só pra correntista do Banco do Brasil - verifique essa informação). 
Como chegar...
Existem basicamente três formas de chegar à Jeri:  1ª - Saindo de Fortaleza (mais longe); 2ª - Saindo do Piauí (mais perto); 3ª - De helicóptero (perto para qualquer pessoa abastada). 
Eu sai de Fortaleza e pude optar por uma empresa que faz o traslado direto pela rodovia ou via praias (margeando todo litoral cearense). No caso, escolhi a segunda opção dividindo o carro (Hilux) com mais um casal de amigos. Es…

Bariloche

Imagem
Essa foi a segunda cidade na Argentina que pude conhecer. Ela me trouxe recordações maravilhosas em todos os sentidos - até no alfajor que, diga-se de passagem, foi o melhor da minha vida (chupa Havanna!). 
Bariloche reflete tudo aquilo que geralmente as pessoas falam: sair da capital é a melhor foma de conhecer o povo daquele país. Que lugar maravilhoso, cheio de paisagens deslumbrantes e cheio de pessoas ótimas. Preciso dizer que Bariloche é um passeio obrigatório? 
A neve começa a cair em julho e nessa época de alta temporada a cidade fica inchada de argentinos e brasileiros. Não sei se vale muito a pena escolher esse mês porque só de imaginar aqueles lugares lotados já desanima. Vá na baixa temporada em agosto assim como eu fiz. 
Os voos de Brasília geralmente fazem uma escala em Buenos Aires para imigração. Na hora de comprar, se atente para o fato de que existem dois aeroportos, o Ezeiza (o principal e mais longe da cidade) e o Aeroparque (fica dentro de Buenos Aires). Alguns v…

Balada em Lima, no Peru

Imagem
Achar uma baladinha em Lima não é nada difícil. Basta se jogar no bairro de Miraflores, ali perto do shopping Larcomar, ou no Barranco, nos arredores da Ponte dos Suspiros e da Praça de Armas do Barranco. 
São várias baladinhas dessas que de vez enquanto trocam de nome e, principalmente, que oferecem vários benefícios para conquistar a galera para zoeira. 
O maior alerta é para o dia da semana que você decide sair pra curtir, apesar de ser capital, Lima não tem festa de domingo a domingo. 
Vou dar duas dicas de lugares que, não fui (porque estavam fechados), mas que me deixaram só na vontade (eram beeem dignos): o Picas (sim, esse é o nome) e o Ayahuasca (show de bola pelo que vi na internet), ambos no Barranco. Gente, sério, não percam essa oportunidade. 
Entramos em várias baladinhas na Passaje Sanchez Carrion, no Barranco, mas só lembro de um dos nomes. Do lado dela, tinham várias outras no mesmo estilo para livre escolha.
Nirvana Bar Fusion (Passage Sanchez Carrion, barranco)https…

Machu Picchu

Imagem
Conheci a "Cidade Perdida". Engraçado porque nunca foi meu sonho como é para assustadoramente quase metade da população mundial, inclusive pelas pessoas mais velhas (acho que na juventude deles Machu Picchu foi muito idealizada como o hotspot do verão). Conheci Machu Picchu numa dessas viagens de oportunidade e confesso que gostei bastante. 
Foi muito legal e prazeroso. E fico muito feliz em contar da viagem e ter certeza absoluta de que quem a almeja vai amar cada detalhe, sem dúvida nenhuma. Essa sensação é muito boa!
Machu Picchu é chamada de "cidade perdida" porque foi construída em cima de uma montanha no Vale Sagrado e os colonizadores espanhóis jamais imaginaram que haveria uma cidade nessa localização. O maior reflexo disso é que ela não foi destruída por eles e se conservou tal como os Incas deixaram (claro que foi revitalizada). Diferentemente do que dizem por ai, não foi descoberta por um americano e sim por um peruano (que apenas não soube dar a devida…

Águas Calientes

Imagem
Águas Calientes, também conhecida como Machu Pichu Pueblo, é a pequena cidade que se desenvolveu ao redor da linha férrea que traz os visitantes de Machu Pichu. Ela fica exatamente na base da montanha onde está a tão almejada "cidade perdida".
Em muitos lugares eu lia dizendo que não tinha nada para fazer e que era bem monótona. Mas o que encontrei foi uma delicinha de lugar com restaurantes extremamente de bom gosto e com preços muito acessíveis. Eu amei passar a noite lá, me lembrou um pouco aquele clima gostoso de Búzios. Além de ter dado vontade de entrar em todos os restaurantes que tinham as decorações mais fofas do mundo. 
Ficamos no Hotel Inka Wonder que achei honesto. Não era nada demais mas cumpriu sua função. Ficamos apenas duas noites para poder subir até Machu Pichu nos primeiros ônibus e depois na volta descansar do dia cheio de emoções e aventuras. 
Jante no restaurante Índio Feliz - o preço é mais salgado mas vale a pena. Aliás, alguns restaurantes dão desco…