Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2011

Dando valor ao mar...

Imagem
A maioria das pessoas tem contato com o mar desde pequeno. Geralmente ali nas suas férias de julho ou janeiro sua família te levava para o litroral. Comigo era assim, o Piauí que o diga. Virava e mexia, estávamos nós lá tentando tirar areia sabe Deus de onde.
Nem faz tanto tempo assim que fui à praia, em janeiro estive nas maravilhosas águas do Atlântico em São Luís do Maranhão. O que será que está acontecendo comigo? Eu faria qualquer coisa para pegar o próximo avião para a praia mais próxima.
Essa semana eu tenho pensado demais no mar, e tenho sentido a falta dele como nunca senti antes. Estranho demais! Talvez seja porque minha mãe e irmã estão nas praias cristalinas de Maceió e meu pai nas águas quentinhas e perfeitas de Parnaíba, e eu encalhada aqui no cerrado centro-oéstico apenas trabalhando e tentando lidar com o custoso do Mingau (o gato-almofadinha lá de casa). 
Essa é a primeira vez que fico sozinha, que passo essa vontade de ter férias familiares nordestinas. Isso é par…

Lições cinematográficas

Imagem
Eu sou meio sem noção, e assisto à uma penca de filmes procurando sempre tirar de todos eles lições valiosas de sobrevivência e proteção à vida. Principalmente nos casos que envolvem deslocamento extraterritorial viajentícios. Nada melhor que poder ficar mais alerta e não vacilar com as atitudes ou decisões, por mais simples que elas possam parecer – na verdade sempre parecem. 
Vou citar aqui alguns filmes (requisitos básicos), meus guias “arroz-com feijão” atitudinais, indicado para pessoas interessadas em se dar bem em situações de crise.
Busca Implacável (Taken): Sou muito fã do Liam Neeson e esse filme é um arraso. Nele você aprende: A nunca dividir o táxi do aeroporto por mais interessantes que sejam as pessoas; A não contar sua vida inteira para estranhos só porque está feliz, é simpática ou está afim de faturar alguém anoite; A não ser tão ingênua(o) pois o tráfico de mulheres existe mesmo e eu tenho certeza que seu pai não é um ex-agente da CIA.
Veja o trailer aqui

Passageiros da …

Os malas (e as malas) dos aeroportos

Imagem
Em vésperas de Copa do Mundo brasiliana (e Miss Universo 2011), ontem à noite saiu uma pesquisa referente aos aeroportos do Brasil. Não sei muito bem como foi feita essa eleição mas foram eleitos os piores aeroportos do país nessa ordem: JK de Brasília, Galeão do Rio de Janeiro e o de Guarulhos em São Paulo. Creio eu que tenha sido encima do número de reclamações registrados.
Enfim, essa relação que temos com os aerportos é muito obscura. Quando seu vôo sai no horário previsto pode ter certeza que alguma surpresa te espera no saguão do aeroporto. A maioria delas diz respeito às bagagens. Eu sempre fico muito tensa quando o assunto são as malas, as minhas malas.
Eu sempre levo coisas muito importantes na mala e não posso nem pensar em viajar para algum lugar diferente do dela. Não sei se rezo mais para não extraviarem minha bagagem ou para o avião não cair. Me dá até calafrios me imaginar sem minhas coisinhas, se eu pudesse viajaria sempre com malas pequenas para que não tivesse que em…

Mil acessos!

Imagem
Que coisa boa, passamos dos mil acessos hoje. Mil me lembra gol, que me lembra milhas, que me lembra avião, que me lembra viagem! Pois bem, hoje também temos uma notícia muito boa para muita gente, e péssima para os exportadores, que está planejando suas férias: desde 1999 o dólar não fechava abaixo de R$ 1,55, mais especificamente R$ 1,53; seis dias consecutivos de baixa. O caso é sério e talvez estejamos perto de presenciar o primeiro calote americano da história - vem aí um novo 1929?
Isso se deve às várias especulações das empresas e bancos e, basicamente, pela grande entrada da moeda americana no país (a segunda maior entrada de recursos da história). Obviamente o Banco Central tem tomado medidas de defesa comercial porque essa história para o Brasil não é nada boa, já para os brasileiros...De acordo com o Bacen, só neste primeiro semestre de 2011 os gastos dos turistas brasileiros no exterior está na casa dos U$ 10,18 bilhões. Isso significa um aumento de 44% em relação ao mesmo …

Dicas para poupar dinheiro

Imagem
Dar dicas de economia em viagem não é tarefa muito fácil. Cada um tem seu estilo e suas prioridades no usufruto do dinheiro. A melhor coisa é definir o motivo da viagem e analisar as características do destino, vale a pena se perder nas lojas? O câmbio compensa? Tem alguma novidade que merece ser comprada?
Independente do lugar é bacana gastar uma graninha num citytour ou passeio num ônibus de linha que faça esse circuito “turista” (comumente encontrado em várias cidades) que são baratos e geralmente duram poucas horas e no segundo caso, minutos. Pesquise preços (na medida do possível) nas lojas dentro da cidade e no free shop do aeroporto. 
Antes de gastar dinheiro comprando um livro-guia numa lojinha de souvenir, peça ao recepcionista o guia da cidade que provavelmente o hotel fornece com o mapa urbano, do metrô e das linhas de ônibus. Faça também uma varredura no saguão do hotel naqueles panfletos de propaganda de lugares e passeios, sempre tem um guia bacana com todos os mapas ut…

Cardápio de viagem

Imagem
Preciso dizer que as viagens têm me trazido mais benefícios do que até eu mesma imaginava. Eu sempre fui meio complicada com essa questão de alimentação. Eu não sei explicar mas sou uma antítese ambulante. Para você sentir o clima, eu não gosto basicamente de: queijo, folhas, sanduíches, comida japoneza e frutos do mar. Mas sou fascinada por uma pizza, lazanha e uma comidinha chinesa. Com o passar do tempo eu tenho me sentido mais aberta a experimentar coisas diferentes que antes já vetava só de saber o nome. Acho que as viagens têm tido papel determinante. 
Você está ali num país estranho e não pode exigir muito da disponibilidade dos cardápios, fato. Eu sou uma boa menina e não dou trabalho para meus companheiros de viagem (preciso fazer meu filme também, né?), a não ser quando estou com muita vontade de beber Coca-Cola ou de comer um croquete holandês. Tem gente que se joga e experimenta mesmo os maiores absurdos das panelas internacionais tipo sopa de moela de avestruz (?). 
A m…

A mágica das férias formais

Imagem
É engraçado mas todo mundo me pergunta que raio de esquema eu faço para sempre ter tantos dias de férias durante o ano. Pode até parecer, mas eu não trapaceio não! Eu tenho que confessar que ser servidora pública ajuda bastante. Por ano eu tenho direito a 30 dias de férias que posso dividir em até 3 vezes. 
É tudo uma questão de planejamento, e não falo para ser psicopata e planejar todas as horas do seu dia. Um plano simples do seu ano já está de bom tamanho. A partir desse contexto de dias livres, que a propósito me são dignos pela querida lei-mãe 8.112, eu faço uma arquitetura danada pra tentar usá-los com grande sabedoria. 
Geralmente eu chego de uma viagem já de olho na próxima. Em questão de segundos monto uma planilha eletrônica imaginária na cabeça com as variáveis ‘férias’ e ‘dinheiro’, e assim começa tudo. As dicas são: tentar agendar vôos noturnos (a impressão é que as horas dentro o avião e para chegada são menores) quando o destino não for muito longe, porque chegar cans…

Programas na TV

Imagem
Tinha um programa que passava na Band toda terça que eu era completamente viciada o “O Mundo Segundo os Brasileiros”. Era sensacional, eles convidavam alguns brasileiros que moravam em alguma cidade do mundo para falar sobre a cultura, mostrar detalhes, dar dicas e coisas do tipo. Tinha um formato diferente, dinâmico e interessante. Mas em março eu sai de viagem e quando cheguei: Cadê o programa? 
Apesar de gostar muito do tema, nem todos os programas de viagens me atraem. Sabe-se lá o porquê. Eu já mandei e reenviei emails à Band (envie o seu aqui) para que voltem com uma nova temporada. Para quem não o conhece é só procurar os episódios no YouTube (você vai achar sobre: Jerusalém, Tókio, Amsterdam, Barcelona, Hong Kong, Lisboa, Roma, Pequim, Nova Iorque e Cidade do México). Caso não tenha a cidade que você procura, dá uma olhada na versão portuguesa “Portugueses pelo Mundo”.
Aproveitando o papo sobre programas, tem uns bem interessantes como o “Não Conta Lá em Casa” (Multishow) qu…

A imagem do Brasil

Imagem
E o que eles pensam de nós? É muito interessante saber que imagem estamos passando lá fora. Eu acho o máximo sempre conversar com as pessoas coisas que vão além do “o que você está fazendo aqui?” e “que dia você vai embora?”. Nós temos muito prestígio lá fora, eu digo o Brasil com um todo, por isso procuro investigar através das pessoas estrangeiras com as quais tenho contato qual o conhecimento delas à respeito da minha pátria amada. Olha o que tenho tido de referência:
O Brasil é igual a: As mulheres mais bonitas do mundo (simpáticas, quentes, sensuais, dançarinas, belas, vaidosas e charmosas: acho que não existe controvérsia). O país do futebol (melhores jogadores, contratos e resultados: acho que as coisas estão mudando principalmente em relação a esse último). Caipirinha (bebidinha que conquistou o mundo e está em praticamente todos os cardápios: eles precisam conhecer a versão com vodca). Rio de Janeiro (a maioria já sabe que o Rio não é a capital. Só não sabem onde fica, g…

Obrigada amigos [e família]!!!

Imagem
Como hoje é o Dia do Amigo, nada melhor que escrever um pouco sobre essas pessoas que melhoram e dão tanto significado às nossas viagens. Muitas das vezes a viagem é a maior furada, o destino nada promissor, o hotel um muquifo, o clima inseperado e é aí que o fator “companhia” faz a diferença. Com as pessoas certas não existe lugar ruim, nem aquela cidade-fantasma do interior do Goiás (qualquer inferência à Três Ranchos é a maior coincidência).
Nada melhor que uma viagenzinha para reforçar seus “laços amiguícios” com seus conhecidos. De duas uma, ou vocês voltam amigos de sangue ou vão se odiar para o resto da vida. Para amenizar um pouco, acredito que a primeira opção seja a mais comum na sua vida também.
Parando para pensar no assunto, até as pessoas que saem por aí sozinhas buscam, além de conhecer lugares novos, a amizade de outras pessoas. Perder o trem e conhecer pessoas está na Cartilha Universal das aventuras do mochileiro solitário.
É um grande desafio desenvolver uma amizade …

Projeto “Viaja mais Melhor Idade”

Imagem
Eu venho de uma família que sempre valorizou muito essa cultura da viagem. Desde sempre, escuto e participo das suas histórias de viagens por esse Brasilzão. Já fui (na verdade, fui carregada) para muitas cidades e já durmi demais no colchonete debaixo do banco da minha mãe no ônibus. Provavelmente veio daí essa sede por estrada. Os anos passam e eu, e a nova geração, não deixamos a tradição morrer e continuamos a saga dessa família viajandona.
A geração pioneira que semeou a “sementinha das malas prontas”, também não pode perder o ânimo de viajar. É o que digo todos os dias para minhas tias, tios e mãe (meu pai é um caso à parte que fica pra outro post). Existem trocentos pacotes e opções de viagens especialmente feitos pra essas pessoas que estão eternamente de férias. Férias? Vamos viajar pessoal!
Aproveitando o tema (e meu engajamento recente pela questão do idoso), nesse mês de julho aconteceu em São Paulo o 6° Salão do Turismo e o estande que tratava do projeto específico para 3…

Grandes festas pelo mundo

Imagem
Outro dia uma amiga me perguntou onde eu passaria minha lua-de-mel. Eu pensei e disse que a lua-de-mel ainda não sabia mas a despedida de solteira...Calma futuro marido que poderá estar lendo isso! Eu já tenho três opções (abertas a modificações) de lugares e como sou uma pessoa de bom coração darei a você o poder de escolher para que lugar eu e minhas amigas iremos. Bom, seguem minhas opções pessoais:
1. Oktoberfest (Munique) O festival da cerveja realizado na capital da Baviera na Alemanha, desde 1810, e que reune cerca de seis milhões de visitantes. Se inicia em setembro e termina nas primeiras semanas de outubro.
2. Mardi Gras (New Orleans)
É uma imensa festa de carnaval de rua feita em Nova Orleans nos Estados Unidos, desde 1699. É conhecida pela quantidade de universitários e a troca de colares. Acontece na mesma época que o nosso aqui no Brasil.
3. Spring Break (Miami ou Cancún) É o recesso escolar, a nossa “semana do saco cheio”, e se realiza geralmente em março. É conhecida pela …

Viagem com os amigos. Alguma dúvida?

Imagem
-->
A impressão que pode ter ficado é de que não gosto de viajar com muita gente, mas não era essa imagem que eu queria ter deixado. Eu apenas estava tentando dizer que existem viagens e viagens, cada uma delas tem um objetivo distinto e viajar com os amigos é bom demais! Acho que isso não é mistério pra ninguém.
Minhas experiências com viagens grupais sempre foram bem sucedidas muito porque, ainda assim, a compatibilidade e expectativas de todos estavam muito conectadas. Em uma viagem em específico, Floripa, tudo deu muito certo. Lógico que a cidade era um espetáculo, mas curtimos nossa viagem de uma maneira muito bacana aproveitando a companhia de cada um ao máximo. Acho que esse é o maior diferencial numa viagem com grupos grandes, curtir todos os momentos com seus amigos, de fato.

Entre as viagens que já fiz de galera, essa foi extremamente inesquecível: a viagem se deu de carro (Brasília-Florianópolis) com sete homens, três mulheres e uma casa alugada. Sem tios, professores, p…

Bebidas nas viagens

Imagem
“Cuidado!” é a primeira coisa que sua mãe provavelmente fala quando você sai de viagem (pelo o menos comigo é assim). E realmente esse deve ser o item mais importante da sua mala, a gente sabe muito bem (ou não sabe mesmo) as várias ameaças que vão cruzar nosso caminho. Uma coisa eu posso dizer: as que envolvem pedras de gelo e limão talvez sejam as mais perigosas.
Por favor, não caia na besteira de dividir bebidas com desconhecidos (já passei por uma experiência com uma amiga que não foi nada legal) e não descole o copo da sua mão em momento algum. É todo mundo legal, divertido, descolado e gente boa, mas não subestime a índole de ninguém. Se existe gente mal intecionada naquela matinê que você frequenta na esquina da tua casa, imagina numa superbalada de uma metrópole cosmopolita? Se alguém vai ser ingênuo, que não seja você!
Pensando outro dia sobre essa história de se embebedar em território alheio, eu notei algo muito curioso que acontece comigo. Acho que toda vez que cruzo a fron…

Se virando com a língua...

Imagem
Tem gente que se preocupa muito na hora de planejar as férias  quando o destino está fora do país. Eu entendo perfeitamente a preocupação que isso acaba causando seja por conta do clima, da cultura e principalmente da língua.
Não vou negar que saber o mínimo de inglês já facilita bastante as coisas. Mesmo indo para lugares que não têm o inglês como primeira língua, é possível “sobreviver” com facilidade. Posso dizer que minha experiência nos países da Europa não foram nem um pouco traumáticas no quesito “comunicação”. Em Paris não notei nenhum tipo de preconceito com uso do inglês (questão bem polêmica), na Alemanha me surpreendi com o uso do inglês até nas cidades pequenas, em Bruxelas ele é uma das línguas optativas nas escolas então a maioria da população o domina e, em Amsterdam eu só ouvi inglês (o holandês que é bom, deve morar no interior).
Não precisa ser o blaster-master sabidão da língua, vou me limitar a dizer que minha mãe e tias já foram trocentas vezes para Miami, fizera…

Procura-se uma técnica!

Imagem
Técnica, tudo que preciso é desenvolver uma técnica para viajar de avião. Tá pra nascer uma pessoa que passe tantos maus bocados naquelas benditas horas dentro de uma aeronave/ônibus/trem/etc. Eu já fiz de tudo para desenvolver uma técnica eficiente para, principalmente, conseguir dormir. Já pesquisei em sites e até já optei pelo método da "observação do vizinho”, nada resolveu e ainda fiquei mais brava em ver pessoas dormindo como anjos e tendo lindos sonhos enquanto eu estava ali completamente torta, caindo de sono e com calos nos dedos de tanto apertar todos aqueles botõezinhos que estavam ao meu alcance.
Já dei muita sorte, tipo viajar sozinha naquelas duas ou seis poltronas, mas nem sempre as tarifas de passagens são tão altas assim e os vôos acabam saindo abarrotados de gente e crianças. Eis algumas situações que me perseguem:
Poltrona - Não precisa medir 2 metros de altura para se sentir mal naquelas cadeiras que não te cabem sentado que nem um ser humano normal. Meu joel…

Regras da Receita Federal

Imagem
É sempre bom estar por dentro das regras da Receita Federal sobre as compras que fazemos no exterior. Vou colocar um resumo das coisas mais relevantes e quem quiser saber mais é só entrar no site da própria Receita.
Alguns itens podem ser trazidos como objetos de uso pessoal e não serão alvo de tributação fiscal como: máquina fotográfica, relógio de pulso, jóias e celular usados (fora da caixa).
As filmadoras, computadores, videogames, DVD's entram na regra das cotas e sofrem tributação (cuidado!)
A importação de bebidas e cigarros está limitada à quantidade de 12 litros e 10 maços de cigarro (por pessoa). Os souvenirs (no valor de até U$10) estão liberados na quantidade de até 20, sem que sejam 10 iguais.
Eu destaquei apenas aqueles mais frenquentes em nossas compras, mas ainda existe um monte de regras para todo tipo de objeto como remédios, equipamentos automotivos, etc. Resumindo, quando a aeromoça te der o formulário da Receita, esses itens liberados de taxas, não precisa…

Promoção imperdível?

Imagem
Nossa no meu email, ultimamente, tenho recebido promoções fantásticas desses sites de venda coletiva. Eu ficava enlouquecida pensando em métodos de conseguir "férias forçadas" do trabalho. Mas depois de um tempo eu aprendi muito bem a ler as letrinhas pequenas, sempre as letras pequenas. Antes de se desesperar com a contagem regressiva para o fim da venda, é melhor pensar bastante no que estão realmente vendendo.
Eu e algumas amigas nos empolgamos muito com uma proposta de ida para Vegas: irrecusável! Confesso que se dependesse de mim teríamos fechado aquela compra em exatos 3`35``. Numa outra vez, recebi uma oportunidade de ida até o Caribe (era alguma das suas zilhões de ilhas), eu também achei o máximo e quase coloquei minha fatura na reta. Você deve estar se perguntando o porquê de nada disso ter se tornado realidade, claro que acho os destinos sensacionais, maaas aprendi a ter mais calma e colocar a cabeça à frente do coraçãozinho mochileiro.
Várias das promoções oferecem…

Cervejas I

Imagem
Eu nunca fui muito fã de cervejas aqui no Brasil, na hora de fazer meu pedido ao garçom sempre preferia ficar ali pela seção dos drinks e acabava com um mojito, uma tequila sunrise ou as amadas caipirinhas na mão, ou boca. Mas depois dessas minhas andanças e, principalmente, depois da passagem pela Alemanha eu fiquei diferente.
Também pudera, fiz questão de provar a cerveja de cada lugar. Lá cada cidade produz sua cerveja própria e pedir alguma de uma outra cidade chega a ser uma ofensa. Foi muito divertido se deparar com tanta variedade, poderia ter tomado muito mais, mas tinha que começar de algum jeito. E foi assim que começei:



Vamos viajar?

Imagem
Viajar pra mim é um grande prazer e por isso sempre procuro me organizar na medida do possível para que nada possa atrapalhar. Uma das etapas mais difíceis, como eu até já disse, é achar a companhia certa, ou as companhias certas. Eu digo isso porque além da compatibilidade de gênios é extremamente difícil conseguir alguém com a mesma disponibilidade de tempo, dinheiro e, sobretudo, os mesmos anseios.
Eu sempre digo que não gosto de viajar com muita gente, mas preciso explicar que em certas viagens não gosto mesmo. Uma coisa fundamental é definir o objetivo da viagem: descanso, baladas, compras, turismo, tudo ao mesmo tempo? Posso dizer por experiência própria que pouca gente sempre me deu muita sorte. Vale lembrar que isso não significa que não encaro uma viagem para, por exemplo, um Spring Break em Miami com umas 10 amigas(os). Mas falando sério, o problema que vejo numa viagem tipo excursão CVC (mais de 4 pessoas), é que na maioria das vezes as pessoas se dispersam, grupinhos se fo…

Síndrome de Paris

Imagem
Eu fui almoçar hoje na casa da minha vó e depois da comilança fiquei assistindo ao “Jornal Hoje” e uma reportagem me prendeu no sofá: A 'Síndrome de Paris' que afeta as turistas japonezas. Vai fugir um pouco do estilo do blog mas precisava fazer um post sobre esse fato.
Para você ver como são as coisas...essa tal síndrome existe mesmo e é caso de estudo com muitos profissionais japoneses especialistas (psiquiatras) nessa doença. A síndrome se dá basicamente pelo choque cultural quando essas turistas pisam na cidade-luz. Existem vários fatores que ocasionam o desenvolvimento da síndrome, são eles: o tratamento áspero recebido por taxistas e garçons, perceber que Paris real não é a mesma dos filmes e, o mais importante, não conhecer em sua estadia o tal do príncipe encantado. Nesses casos muitas devem ser repatriadas para receberem cuidados médicos, tudo por conta dessa frustação com a Paris Idealizada. De acordo com a reportagem, por ano cerca de 12 japonesinhas ingênuas e pur…

DPV 1

Imagem
Eu sempre faço minhas viagens com alguma companhia, ainda não cheguei no nível de sair sozinha por ai. A minha experiência pela Europa foi toda feita com uma querida prima. A parceria é muito grande e a  compatibilidade de gênios melhor ainda. Coisas essas fundamentais quando se coloca o pé na estrada, ou no avião. Não existe lugar melhor, do que numa viagem, para conhecer tanto as pessoas como, principalmente, você mesmo. Você está completamente fora do seu lugar comum e sujeito às mais variadas influências do mundo que te rodeia (literalmente). 
Escolha com muita calma suas cias de viagens, parece uma besteira mas nos momentos mais críticos que possam surgir essa pessoa pode ser sua “salvação” (sou meio dramática) ou ser aquela que vai dividir com você as melhores experiências da sua vida.
Assim que chegamos da nossa segunda viagem, eu muito emotiva e nada satisfeita em voltar à rotina, escrevi na correria do expediente de trabalho um email completamente informal para minha prima. Dep…