E a América do Sul?



Engraçado como a gente admira a Europa (e os europeus) pelo fato de todos eles estarem a pequenas distâncias uns dos outros. O certo, para todos que moram na Europa, é conhecer praticamente todos os vizinhos em viagens de fim de semana. Ir a Paris é como ir a Caldas Novas.

A parte "engraçada" está no fato da gente não usar a mesma lógica e sair conhecendo nossos vizinhos sulamericanos. É mais fácil encontrar amigos que já foram para a Nova Zelândia mas que ainda não conhecem o Peru. 

Claro que isso está quase que totalmente atrelado ao fato de nós não termos uma linha férrea de conexão entre os países como os europeus têm, como seria lindo ter aquela disponibilidade de trens ao nosso alcance. Mas ainda assim, na minha opinião, a maior parte das pessoas que se aventuram em férias explora muito pouco o próprio continente.

As razões podem ser várias, de problemas logísticos de deslocamento até o preconceito étnico e de segurança. Cabe, sem dúvidas, uma investigação super interessante sobre os motivos que nos levam (ou não nos levam) a não cumprimentar "nossos vizinhos de porta".

Eu tiro por mim mesma, apesar de já ter ido a alguns países (Chile, Argentina, Colômbia e Uruguai) acho que conheço pouco da América Latina. Mas como as coisas na vida não acontecem sem motivo (estou começando a acreditar nisso), ganhei esse ano o "Guia criativo para o Viajante Independente na América do Sul", e agora estou mergulhando demais na vibe da minha América.

Eu não tô dizendo para você virar um Che Guevara da vida (ou estou sim), mas ignorar todas as belezas e experiências que estão aqui na vizinhança, estou cada vez mais convencida, de que é um pecado mortal.

Porque ir tão longe se podemos achar aqui pertinho desertos, cordilheiras, cachoeiras, florestas, vulcões, estações de esqui, vinícolas, ilhas e praias paradisíacas...?

São tantas coisas legais para "ir ver" que eu mesma acabo me perdendo, vou listar apenas algumas que me vêem à cabeça e que merecem a sua atenção:

- A maior cachoeira do mundo  (Salto Angel) e Los Roques na Venezuela;
- As linhas de Nazca e Machu Picchu no Peru;
- O Salar de Uyuni na Bolívia;
- Galápagos no Equador;
- Uma das maiores piscinas do mundo no hotel San Afonso del Mar, em Viña del Mar no Chile;
- As estações de esqui em Bariloche na Argentina;
- As cataratas do Iguaçu, Floresta Amazônica e Fernando de Noronha no Brasil;
- A Terra do Fogo e a Patagônia na Argentina;
- Cartagena e San Andres na Colômbia;
- O deserto do Atacama no Chile.


E a lista tem muito mais coisa interessante...enfim, nada melhor do que ir lá ver se a grama do vizinho é mais verde. Porque mais apimentada, com certeza é.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Zoo Luján de Buenos Aires: a pior coisa para se fazer na vida

Balada em Punta del Este, no Uruguai

Balada em Cartagena de Índias, na Colômbia