Lindós, na Grécia

Resultado de imagem para lindos


Uma das maiores surpresas da ilha de Rodes, com certeza, é Lindós (Lindus), até agora eu custo acreditar que esse lugar existe. Cercada por uma baía, Lindos é uma cidade construída na montanha. É famosa pela praia belíssima, pelas casinhas branquinhas no estilo de Santorini, pelos típicos bordados de renda e pela Acrópole de Lindos que fica no ponto mais alto da montanha. 

Fizemos o trajeto de Rodes até Lindos de ônibus (5€ cada perna). O trajeto também pode ser feito de barco. Percorrer o interior da ilha (quem nem nos deu essa apreensão de ilha) foi incrível (imagine as paisagens beira mar...). Passamos por uma cidade que me causou muito interesse, tipo um balneário com muitos resorts e, até o maior parque aquático da Grécia. O nome que não consegui decorar e o google me “lembrou” é Faliraki. Pelo que andei lendo, é um baita destino de férias em família. Já quero!

Ao chegar na "rodoviária" de Lindos, chequei o horário de volta dos ônibus para Rodes, demos uma passadinha nas lojinhas de souvenirs e começamos a descida pela rua (uma puta ladeira) até o início da cidade. A descida é bem tranquila, a subida é o problema (mas existe um ônibus todo adesivado que fica fazendo esse transfer do pessoal pra cima e pra baixo e tempo em tempo). 

Logo no início da cidade é possível dar um giro entre as lojas, subir até a Acrópole ou ir direto para praia (descendo mais um bocado de ladeira). 

Foi aí que nosso grupo se dividiu, umas subiram até a Acrópole e outras foram direto para praia. Nosso ponto de encontro foi lá na rodoviária, no mesmo lugar que descemos. 

Até a Acrópole, o caminho íngreme pode ser vencido com o auxílio dos jumentinhos gregos (eu não indico porque morro de dó), mas vale lembrar que mesmo que você não vá em cima deles, vai ter que dividir o caminho com eles e pode ser meio incômodo o cheiro e etc (leia aqui o relato dessa experiência em Santorini). Cabe ressaltar que minhas tias, inclusive a Tia Lourdes de 70 anos, conseguiram subir. Então nada de fazer corpo mole. Depois de apreciar toda aquela vista, rola de descer para praia por uma trilha direta, sem ter que passar pela cidade. 

Não preciso nem gastar muito meus dedos para descrever a praia...é isso tudo da foto e muito mais. Nada melhor do que cair nessa água no calor da moléstia que faz por lá. Ao redor dela existem vários restaurantes e lanchonetes, ainda é possível alugar caiaques e nadar com snorkel (não esqueça de levar o seu). 

No fim do passeio, suba até o ponto de ônibus no transfer que falei (os taxis não aceitam fazer esse "pequeno percurso"), e não como a gente, que tivemos que ir escalando as ladeiras que pareciam, nada mais, nada menos, que o monte Everest no deserto do Saara. 


Lindós - Grécia     Viagem: 2017 (setembro)


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Zoo Luján de Buenos Aires: a pior coisa para se fazer na vida

Balada em Punta del Este, no Uruguai

Balada em Cartagena de Índias, na Colômbia