Cartagena de Índias, na Colômbia



Chegar em Cartagena para mim foi um momento único porque desde quando li "O amor nos tempos do cólera" desenvolvi uma vontade muito grande visitar essa cidade. A chegada é bem pontuada pelo calor e umidade que não se encontra nem em Medellín e Bogotá

Posso dizer que Cartagena se divide entre a parte antiga (Cidade Amurallada) e a mais nova com os prédios e shoppings. Ambos me pareceram ótimas opções de hospedagem, mas confesso que amei ter ficado na cidade antiga (ficamos no El Viajero Hostel Cartagena). Cartagena, apesar do calor exagerado, tem um clima delicioso nas suas ruas...o legal é sair andando sem rumo mesmo. Depois suba no muro que rodeia a cidade velha e faça o trajeto que tem umas vistas legais da cidade e oferece uma linda paisagem do mar (o pôr do sol é lindíssimo e rende excelentes fotos). Um dos melhores pontos é com certeza o Cafe del Mar, um barzinho/lounge em cima da muralha, que reúne uma quantidade grande de pessoas que chegam no fim da tarde e ficam para a festa com música e agito que rola madrugada adentro. 

A ideia central é escolher e sentar nos vários restaurantes e barzinhos que estão a cada esquina, a dica é comer uma pizza na Pizza en el Parque que é sensacional. Não deixe de experimentar o refrigerante Kola Roman. Pelas ruas também dá pra comprar vários artesanatos e as bolsas típicas colombianas. Não deixe de fazer o passeio noturno na Chiva. Muita gente faz um bate e volta até Barranquilla, mas como não nos interessamos pela cidade, não fizemos. 

A praça principal da cidade amurallada é a Plaza de la Paz, nos seus arredores estão alguns restaurantes como o Hard Rock Cafe, a Torre do Relógio,  casas de câmbio com um ótimo preço e o Portal de los Dulces onde pode-se comprar vários doces e comidas típicas. Depois seguimos pela Plaza de la Aduana até chegar na Iglesia de San Pedro. Seguimos caminhando sem planos, e conhecemos a Plaza Santo Domingo (uma das mais bonitinhas para sentar e comer). Passamos, ainda, pela Catedral Metropolitana de Santa Catalina de Alejandria. Fora da muralha visitamos o Monumento Índia Catalina e pegamos um ônibus até a parte mais nova de Cartagena.

A orla (Carrera 1) é bem movimentada com vários hotéis e restaurantes, assim como a rua de trás (San Martin) que é repleta de lojas. Visitamos o shopping NAO e depois almoçamos no Mall Plaza El Castillo que ficava ao lado do Castillo de San Felipe de Barajas, uma fortaleza construída pelos espanhóis para se defenderem dos piratas do Caribe. A vista panorâmica é legal, dá pra entrar em algumas passagens e túneis meio sinistros (na total escuridão) mas não tem tantas coisas a se fazer. 

As praias da cidade não são tão bonitas (e nem cheias) então o passeio que rola é pegar uma excursão até Playa Blanca. Você pode fechar o passeio no hostel ou no próprio porto de Cartagena (dá pra ir a pé). A maioria dos passeios inclui uma parada em Islas Rosário para fazer snorkelling e uma visita ao Oceanário, além de ter o almoço incluído. A saída é bem cedo, porém, a organização do porto com as companhias de turismo é bem zoneada e acabamos saindo bem tarde, tipo umas 10h. Esse pistop em Islas Rosário, particularmente, não foi do nosso agrado porque não queríamos fazer o snorkel e muito menos visitar o oceanário, queríamos ir logo para Playa Blanca e curtir sua paradisíaquicidade até porque o calor era muito grande. Infelizmente tivemos que esperar um bom tempo por lá porque algumas das pessoas da nossa escuna foram fazer as atividades (achamos horrível ter que ficar por conta e perdendo tempo na praia além de morrer de fome. Vendiam umas coisas meio sem higiene num espaço mínimo onde as pessoas que, como nós, tinham que ficar esperando). Chegamos em Playa Blanca praticamente na hora do almoço (chegamos no porto às 8h). Nossa experiencia com o almoço não foi das melhores e na praia não tinha praticamente nenhuma opção de restaurante, ou seja, passamos um pouco de fome. Leve bastante comida, essa é a dica. Também não curtimos tanto assim a praia, talvez seja pelo ponto em que fomos deixadas ou por ser domingo e a praia estar repleta de gente. Também não gostamos da insistência dos vendedores ambulantes e das massagistas. 

Tenho que dizer que o caminho foi ótimo porque o mar tinha umas variações de cores muito lindas e a água da praia também era uma delícia de quentinha. Se puder, tente achar um passeio mais exclusivo e mais maleável de acordo com as suas preferências. 

Gostei muito de Cartagena e apesar do calor voltaria com certeza. É uma cidade com um clima maravilhoso, de ruas lindas e uma boite bem divertida (não é atoa que é chamada de "cidade bailarina"). 



Cartagena de Indías - Colômbia         Viagem: 2014 (setembro)

´ Assista: O amor nos tempos do Cólera, Cartagena


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Zoo Luján de Buenos Aires: a pior coisa para se fazer na vida

Balada em Punta del Este, no Uruguai

Balada em Cartagena de Índias, na Colômbia