Ibiza

"When I came to Spain and I saw people party, I told to myself "What the fuck?"


Loucura. Uma loucura que é difícil de acreditar e se preparar para enfrentar. Você lê e relê sobre Ibiza antes de partir, mas só tem noção do que é quando pisa nas terras daquela ilha encantada (e encantadora). Ibiza faz parte da Comunidade das Ilhas Baleares, você pode chegar até lá de avião (nas cias low cost) ou de ferry da Baleária que saem de Ibiza, Barcelona, da Mallorca, Valência, Formentera e Dênia. A língua falada é o catalão, então a maioria dos nomes das praias e lugares são grafados nesse idioma, como o próprio nome "Ibiza" que é o mesmo que "Eivissa". 

Toda ilha é divida em municípios, sendo Eivissa e Sant Antoni de Portmany os principais do arquipélago. Um fica imediatamente do lado oposto do outro. Eivissa cobre o lado sul e Sant Antoni, o norte. Uma grande dúvida de todos é escolher em qual dos dois se hospedar, já que ambos dividem as melhores boates e praias. Vou tentar ajudar escrevendo um pouco sobre cada um deles. A distância entre os dois é super pequena e pode ser percorrida pelo transporte público (ônibus) por € 1.95 / + - 19 minutos.

Ibiza (Eivissa)

É o lado sul da ilha e tem um Castelo de Dalt Vila de 3 mil anos que serve como principal ponto turístico trivial da cidade. A vista lá de cima para a cidade e o mar são imperdíveis. Ela é muito mais conhecida pelas baladas e praias, a maioria das pessoas se hospedam ali. Dê uma olhada no El Hotel Pacha e no Ushuaia Beach Hotel. A cidade não é muito grande e os ônibus te levam em praticamente todos os pontos da cidade, fora os táxis que como na Ilha de Manhattan, brotam que nem mato. O aeroporto também fica ali. A principal praia é a playa d'en Bossa, que é lotada de gente bonita e jovem. Em termos de agito é notal 10, em termos de praia é nota 6. 
Praias: Playa d'en Bossa, Las Salinas, Figueretas e Talamanca.

Sant Antoni

É o lado norte, universalmente, conhecido pelo melhor pôr-do-sol da ilha. Todos vão para lá contemplar o o show do fim do dia realizado pela natureza. A cidade consegue ser ainda menor que a de Ibiza e é recheada de restaurantes e barzinhos. Não deixe de ver a escultura do Ovo, mais famosa da cidade. Por lá o único meio de transporte viável são os táxis, existe uma estação de ônibus já na saída da cidade que ruma até Eivissa ou a qualquer outro município. Em Sant Antoni estão as melhores praias que são possíveis de visitar usando o transporte público. Uma curiosidade é que Cristóvão Colombo nasceu ali. 
Praias: Cala salada, Cala Bassa, Cala Gració.

Entre Eivissa e Sant Antoni
Baladas: Privilege e Amnesia.

Mapa de toda ilha

Por toda parte que você vai, só vê propagandas e coisas relacionadas com festas e baladas. Todos os outdoors, fachadas, muros e até o verso do bilhete do ônibus tinha propaganda da Space. E o mais engraçado era que se ele fosse apresentado na porta, valia 5 euros de desconto no ingresso. Sem falar na quantidade de gente jovem por todos os lugares, principalmente inglesas. É permitido beber nas ruas e o melhor é a opção de ir para a balada no Disco Bus. Um ônibus que passa por todas as baladas e custa baratinho. Ele funciona de meia noite (hora em que os ônibus regulares param) até às seis da manhã. A cidade não é perigosa, o que mais tem é gente zanzando nas ruas. A noite começa mega-power tarde, tipo umas 3 da manhã. Como as bebidas são muito caras dentro das boates (cerca de  20 por um copo de vodka com energético), os "esquentas" são feitos antes. Todos já entram bem tarde (e calibrados) nas baladas que não têm hora para acabar. Veja a programação de todos os clubs e compre os tickets antecipados aqui

Nos hospedamos em Sant Antoni, no Hostal Marino que está mais que indicado pelas instalações e recepção da equipe de serviço. Alugamos um carro, a carteira do Brasil é suficiente, e fomos conhecer outras praias que só têm acesso com transporte próprio (as melhores, inclusive). Apesar de o carro não ter GPS, e o mapa de papel fornecido pela locadora ser muito genérico, deu tudo certo até porque a sinalização por toda ilha era eficiente, fora o velho, boca-a-boca. A única coisa imprescindível ao motorista, na minha opinião, é saber fazer baliza, principalmente dentro das cidades. Se prepare para os topless e, em muitas vezes, o naturalismo cru.

Em muitos sites e blogs, as pessoas aconselham o aluguel de scooters para conhecer as praias mais afastadas da ilha. Eu abortaria essa ideia. Pelo o menos na época que fui, verãozão de julho, o calor era muito grande e o sol rachava até as 22h da noite (ou do dia, sei lá) e andar numa moto com um capacete não é uma opção viável. Alugue um carro econômico que valerá muito mais a pena, fizemos a costa oeste da ilha, saindo de Sant Antoni e chegando até Eivissa, voltamos para Sant Antoni, depois fomos e voltamos da balada anoite (Privilege) e gastamos só 15 euros de combustível no nosso Nissan Micra.  

Pelas ruas e nas praias mais badaladas (Ses Salines, Playa d'en Bossa, Cala Tarida) vários promoters já oferecem as pulseirinhas de acesso grátis ou com desconto das baladas, é só torcer para ser abordado e ganhar a mamatinha. Tente provar o Licor Ibiza, tradicional da ilha. 

É mais do que obrigatória a ida, nem que seja por um dia, até Formentera. Existem saídas do porto de Eivissa, é só ir até lá e se informar. 

Eu gostei muito de Ibiza, tenho planos de voltar. É uma mistura louca de badalação com sossego. A beleza natural é inexplicável e a sensação de estar "vivo" nos é injetada a todo momento. É um local que consegue agradar a todos os perfis de pessoas, das mais jovens e baderneiras até as mais velhas em busca de um programa mais família. Nota mil (apesar dela ter acabado com meu mês de julho)!

Leia também: "Espanha: Comunidade das Ilhas Baleares"
Leia também: "Viajando na Baleária - indo para Ibiza"
Leia também: "As praias de Ibiza".
Leia também: "Alugando carro em Ibiza".
Leia também:  "Balada em Ibiza, na Espanha".


Ibiza - Espanha  Viagem: 2012 (julho).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Zoo Luján de Buenos Aires: a pior coisa para se fazer na vida

Balada em Punta del Este, no Uruguai

Balada em Cartagena de Índias, na Colômbia